Você provavelmente já viu as promessas encantadoras dos gurus de marketing digital: “Empreenda online e fique rico”, “A fórmula para ficar rico”, “Com esse método você vai ganhar muito dinheiro”, “Tudo que você precisa saber para ganhar dinheiro na internet” e mais um monte de propagandas enganosas sobre como crescer online, ganhar seguidores, captar leads, conquistar clientes, ficar rico e famoso…

Infelizmente, essas fórmulas não são tão mágicas assim! Os casos de sucesso que os gurus mostram, os que são reais, são raríssimos. A grande maioria paga caro para ver-se completamente frustrada alguns meses depois. 

Mas, calma, há esperança! Você ainda não precisa desistir do marketing digital. Neste artigo vamos mostrar como ele pode lhe trazer bons resultados financeiros a médio e longo prazo.

Marketing digital não dá resultados rápidos

Como alguém que lidera uma agência de marketing, já assessorou mais de 50 empresas a usar o digital e acompanha de perto os movimentos do mercado,  eu quero trazer clareza para essa questão: 

Enquanto você perseguir os atalhos, o dinheiro não virá (pelo menos não na proporção em que você deseja).

Você vê… muitas pessoas sentem ansiedade para descobrir O SEGREDO por trás do sucesso, como ganhar dinheiro rápido. Qual é o atalho? A fórmula? O passo a passo simples e rápido? ‘Me conta, por favor, eu PRECISO saber!’

Os fatos comprovam: em apenas um mês, mais de 60 MIL PESSOAS pesquisam no google “ganhar dinheiro na internet”. Isso é equivalente a mais de 1 pessoa pesquisando essa expressão a CADA MINUTO. Está instalado o vício de querer pegar atalhos, de furar a fila, de encurtar o caminho.

Essas são as perguntas típicas que um caçador de atalhos faria:

  • ‘Ah, mas não seria tão mais fácil se…?’ 
  • ‘Mas não tem uma forma mais simples de fazer isso?’
  • ‘Como eu posso chegar onde ele chegou, mais rápido?’
  • ‘O que ele fez para ter uma empresa milionária?’ 
  • ‘Qual é o teu segredo?’
  • ‘Como eu posso crescer rápido e investir pouco?’

Se você pegou esse vício, já sabe que não é o único. Além disso, esse é um sintoma próprio da nossa era. Cientistas sociais chamam esse momento de Era Pós-Moderna. É um momento da história caracterizada pela aceleração e compressão do espaço-tempo.

sucesso, ganhar dinheiro, feliz e rico - jovem de olhos fechados sorrindo, vibrando enquanto notas de dinheiro voam. 
Fase escrita na imagem "se fosse fácil todo mundo seria rico" marketing digital

A Pressão Social por Status, Dinheiro e Sucesso

Vivemos intensamente, sentimos uma pressão absurda para ‘vencer’ rápido e provar-nos dignos da vida que temos. Dignos para quem? Para quem nos rodeia. Em outras palavras – vivemos uma intensa pressão social!

Eu entendo você, eu também estou sob pressão. Mesmo assim, eu alerto que o caminho dos atalhos pode parecer o mais atraente, mas não é o melhor! Está na hora de interromper esse vício e cair na realidade. Não existem atalhos. Quem promete ensinar você a ganhar dinheiro rápido está apenas lhe enganando (e ganhando dinheiro às suas custas).

Não é o melhor caminho pelo simples fato de que, em marketing digital, qualquer atalho é uma furada. Essa corrida louca por resultados imediatos (senão instantâneos) tomou novas proporções com o isolamento e a crise econômica que devastou o mundo em 2020. É urgente mesmo e, em alguns casos, uma questão de sobrevivência. Precisamos gerar negócios, faturar e pagar as contas. Afinal, elas não param de chegar, né?!

Estou consciente e sou solidária às situações de aperto que os empreendedores passam. E, por causa disso, fico decepcionada e apavorada ao ver colegas da área do marketing explorando a fragilidade econômica e emocional das pessoas, prometendo mundos e fundos.

Por tudo isso, a crença de que existe uma forma simples e rápida de ganhar dinheiro online se espalhou e continua a crescer na população.

rapaz jovem com expressão de surpresa, num fundo laranja, olhando para cima enquanto chove dinheiro. frase na imagem: ganhar dinheiro na internet - as mentiras que já te contaram.

3 Exemplos de Práticas Antiéticas Comuns na internet

Para ficar super claro o que é o vício em atalhos e o grande risco de levar a comportamentos antiéticos e propagandas enganosas, eu vou trazer 3 exemplos REAIS, que eu vi com meus próprios olhos, e que me soam como alguém desesperado pelo atalho do sucesso rápido.

1- Comprar Prova Social: Depoimentos falsos

Enquanto o editor de vídeos da agência navegava em uma plataforma de trabalhos freelancer, viu um anúncio peculiar. Na mesma hora ele me chamou: ‘Rafa, tu precisas ver isso…’ Ele olhava incrédulo para a tela. O anúncio dizia o seguinte:

Pagamos R$ 65,00 a quem gravar e enviar um vídeo falando sobre os resultados que teve ao fazer o curso XYZ. Enviamos o roteiro pronto para você. Deve ser mulher, com idade entre 30 e 45 anos, preferencialmente.

É claro que já tinha passado pela minha cabeça que isso poderia acontecer. Mas era uma ideia que eu não queria acreditar. Naquele momento, toda a minha ingenuidade caiu por terra. 

Este é um caso clássico de alguém perseguindo cegamente um atalho. 

Neste momento, você pode estar se perguntando: por que alguém compraria depoimentos? 

Eu explico… Porque um dos elementos-chave para vender mais, ensinam os gurus, é você ter provas de que o seu produto/curso é bom. Isso se chama prova social: um cliente que teve bons resultados com o serviço grava um vídeo contando como aquele ‘método’ transformou a vida dele. Assim, as pessoas que estão pensando em comprar o mesmo método têm alguma certeza de que é uma boa compra – vale a pena.

Então, lógico, ao invés de se dar o trabalho de fazer um bom curso e realmente proporcionar mudanças reais para ganhar depoimentos espontâneos, ele opta pelo atalho, porque é muito mais rápido e fácil comprar depoimentos. Mas atenção: isso é FRAUDE, portanto ilegal, além de ser antiético!

O que uma pessoa consciente faz? Cria um excelente curso, faz as primeiras vendas e colhe bons e genuínos depoimentos, que provam que o curso vale a pena. Só então, adiciona esses depoimentos na página, provavelmente 2 a 3 meses depois daquele que comprou depoimentos.

2- Enviar SPAM

Meu Deus, como esse atalho é comum! Você com certeza já viu isso acontecer. Se não viu, fique alerta! SPAMs são aquelas mensagens impessoais e iguais que as pessoas enviam ‘a rodo’ para todo mundo, a fim de se promover ou vender. 

Acontece muito em comentários nas redes sociais, mensagens privadas, comentários em artigos de blog e em vídeos.

Já lembrou de algum? 

Por que a galera faz isso? Porque os gurus dos atalhos andam dizendo por aí que fazer comentários em perfis, páginas e canais que tem muitos seguidores traz reputação e audiência. 

Na prática, isso acontece assim: eu vou no perfil de um fulano que tem 1 milhão de seguidores e comento num post que tem mais de 180 comentários. As chances são que muitas pessoas verão o meu comentário, algumas concordarão comigo, clicarão para ver o meu perfil e eventualmente se tornarão seguidoras. Essa é a teoria!

Na prática, o que um caçador de atalhos faz? Sai copiando e colando o mesmo comentário em dezenas de posts. O comentário do caçador é mais ou menos assim.

“Que massa a tua publicação! Passa lá no meu perfil também se quiser aprender sobre maquiagem.”

Agora você não pode negar, já viu algo assim, né? Pois é.  Então, o que uma pessoa consciente faz, tendo recebido a mesma orientação? Ela visita sim perfis de profissionais muito maiores e mais respeitados que ela no segmento, seleciona algumas publicações e deixa um comentário inteligente, que ao mesmo tempo elogia o conteúdo e se posiciona de forma autêntica sobre o assunto da publicação. 

Fica evidente que o caçador optou por aquela atitude para poupar tempo (e cérebro). E ainda acredita que poupando assim vai ter resultados melhores e mais rápidos.

Mas, atenção, eu não aconselho a usarem essa técnica. Se isso fosse feito com maestria, até funcionaria, mas levaria tanto tempo que não valeria a pena, pelo retorno.

3- Fazer promessas absurdas

Vamos para o 3º exemplo de atalho, que segue a mesma lógica do segundo (mas eu acho ainda pior): enviar e-mails ou mensagens no whatsapp para endereços e números públicos, que estão visíveis em sites e perfis das redes sociais de empresas.

Ah, sério, me dá raiva quando eu recebo esse tipo de mensagem. Que desilusão. Alguém se dá o trabalho de entrar no meu site, que é de agência de marketing digital, e preencher assim o assunto do formulário: 

“Você quer ganhar até R$ 500 por semana nas redes sociais?”Senta que lá vem história… o conteúdo da mensagem dizia que tinha “uma oportunidade de ganhar dinheiro fácil (note a palavra fácil) em pouco tempo, apenas usando as redes sociais, a partir de casa. Milagre? Não, pura realidade. Clica aqui para falar comigo no whatsapp”.

Preciso explicar porque eu me sinto desapontada quando recebo isso? Não, né?! Eu me sinto desiludida por alguém que tem a coragem de oferecer 500 reais por semana para alguém que tem uma agência de marketing.

Detalhe… Nem se deu o trabalho de ler que tipo de empresa era, antes de enviar. 

Mais um típico caso de caçadores de atalhos, mal orientados por gurus de marketing. Não pensam, só saem repetindo mecanicamente uma ação, como se a quantidade fosse a resposta mágica para o ouro. Parece uma metralhadora.

Por outro lado, uma pessoa consciente, inteligente e estratégica mais parece com um atirador de elite. O que ela faria? Procuraria fazer pesquisa, uma triagem na internet para identificar potenciais clientes e iniciaria um networking. Além disso, investiria em exposição, como se apresentar em eventos, por exemplo. Ou seja, criaria oportunidades de desenvolver relações reais e promissoras a médio prazo.

pare de pegar atalho - uma bolinha vermelha andando em linha reta e passando por cima, destruindo um labirinto. mentora de marketing

Saia do Atalho no marketing digital

Se não estava claro, penso que agora está muito claro o que eu queria dizer com a busca enlouquecida pelos atalhos e resultados rápidos. Até pode ser que antes de ler este artigo, você nem achasse tão ruim esse tipo de atitude.

Mas esses atalhos são uma grande furada e eu me sinto triste ao ver tanta gente perseguindo-os. Primeiro porque existe certa ingenuidade (e maldade, ao mesmo tempo) nessa busca. Ingenuidade por acreditar em frases como ‘Faça isso, desse jeito, que vai dar certo’ e maldade por achar que pode se dar bem furando a fila, praticando ações antiéticas e às vezes ilegais.

Convenhamos, comprar depoimentos é tão mau caráter quanto furar a fila. Quando furamos a fila, desrespeitamos alguém que estava há mais tempo esperando. Nos colocamos acima dos outros. Isso é injusto, no mínimo. Quando se compram depoimentos, não só estamos enganando a nós mesmos, quanto aos nossos clientes, nossa audiência e nossa família. É uma completa fraude.

Nem todos os atalhos são tão fraudulentos quanto este da compra de depoimentos, mas todos são tão enganosos e antiéticos quanto ele.

A má notícia para quem ainda se ilude com o conto de fadas do sucesso mágico é que a vida é muito mais complexa do que uma fórmula, um método, consegue prever. A vida é até mais complexa do que a nossa capacidade humana de compreendê-la. Por isso, nenhum atalho irá levar você ao sucesso rápido, saudável e duradouro.

O que é preciso para Ser um Sucesso na internet?

Se tornar um grande sucesso leva tempo! Como eu posso ter certeza disso? Eu conto a você. 

Podemos começar pela lógica clichê (mas verdadeira) de que, para a maioria das pessoas (quase todas) que conquistaram um grande público e que ganham muito dinheiro com a internet, não foi fácil, não foi da noite para o dia! Todos tiveram que trabalhar muito e investir tempo e dinheiro, nada caiu do céu. Mas, vamos lá! Eu vou te explicar com mais detalhes.

Parece sucesso rápido, mas não é.

Quando olhamos para alguém que é a personificação do sucesso e desejamos tanto ser como aquela pessoa, ignoramos (propositalmente) uma única coisa: o tempo e o esforço que levou para chegar lá. 

Adoramos as histórias de sucesso. Por outro lado, estamos pouco interessados em passar pelo mesmo percurso que os vitoriosos passaram. 

Quantos anos ela levou para criar um império? Quanto dinheiro se investiu para fazer a empresa crescer? Quantas horas de trabalho por dia nos últimos 5 anos? Quantos Natais ela passou estudando, a quantas festas que não pode ir porque tinha que trabalhar cedo? 

Gostamos de ignorar o fato de que quem alcançou o lugar ao Sol, especialmente nos negócios, passou por um bocado de coisas para alcançá-los.

Em algum momento eu me flagrei nessa mesma cilada. E percebi: o sucesso não é instantâneo para ninguém. 

Assim, eu desafio você a fazer um exercício: investigue o passado de alguém que você admira muito. Procure fatos de 5, 10 ou 15 anos atrás. 

O que você vai encontrar? Eu aposto que você vai encontrar isso: passos lentos de progresso!

um homem de terno representando um profissional de sucesso com o queixo apoiado em uma das mãos, com um semi sorriso, ao lado da frase escrita: ‘você está disposto a fazer o que é preciso?’ mentora de marketing

A verdade dói: Sucesso Demora…

Aliás, a minha sábia coach me disse uma vez, quando eu reclamava que não estava suportando o tanto de responsabilidade que o crescimento da minha empresa trazia consigo: ‘É Rafa, crescer dói’

De fato, é o contrário do que esperamos. Esperamos que o crescimento seja doce… e feliz! Pelo contrário, crescer é doloroso, demora, exige persistência, coragem, superar os próprios medos e enfrentar nossos próprios fantasmas do passado. Isso vai, é claro, proporcionar felicidade, porque crescer e se desenvolver fazem parte da felicidade.

É isso que eu quero para a minha carreira, e é no que eu acredito! 

E você, vai pegar o atalho ou vai encarar a estrada mais longa?

Se você está disposto a pegar a estrada mais longa e recompensadora, eu recomendo começar lendo esse artigo: 3 Pilares de uma Estratégia Digital de Sucesso. E, depois, iniciar o curso gratuito Marketing Digital do Zero.

E lembre-se:

“Acreditar no Sucesso Rápido é como correr atrás do pote de ouro no fim do arco-íris. Vai conseguir alcançá-lo?” Rafaela Sanzi.

Written by

Rafaela Sanzi

Eu mudei o desfecho da minha história em janeiro de 2018, quando me mudei para Portugal e iniciei o meu próprio negócio 100% digital e internacional. E aqui vem a melhor parte: desenvolvi um negócio aproveitando o MELHOR em mim e a fantástica capacidade da internet de estar em todos os lugares. O que eu amo? Liberdade! O que eu não vivo sem? Opinião crítica sobre o que acontece à minha volta.